terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

bençãos...



Há duas noites acordo com a palavra “bênçãos” em minha mente. Na primeira, achei que estava sonhando sobre algo a respeito.
Na segunda, aí já virei pro meu “anjinho da guarda” e disse, também mentalmente:
- ok! Este é o tema, então?

Não costumo desobedecer ao meu anjo da guarda. Não sei se costuma ter este contato próximo com o seu, mas cada um tem o seu, e cada religião fala deles de uma maneira diferente, mas aí é outro assunto pra um outro dia.

De toda maneira, aí vai: bênçãos!

Uau, o que dizer? Eu pedia a benção pra meus pais, achava lindo desde criança e quando meu avô da roça chegava então, ele estendia sua mão para que eu a beijasse e aí me abençoava com sua voz rude e simples, forte e confortadora.Minha avó do Rio vinha com aquela mãozinha fofa dela e lá eu ia pedir a benção a ela.


Assim foi a minha infância achando natural ser abençoada por minha família.Achando natural pedir a benção a alguém.

Pedir a benção foi um modo de conhecer o toque das mãos de meus avós. Pedir a benção foi a prática sutil de me conhecer e trabalhar a humildade de pedir a benção a alguém...e assim, ser abençoado.

quanto ao toque das mãos no momento da benção,não foi o único toque, eram todos muito carinhosos, cada um a sua maneira, mas este toque nos deixou a vontade para nos aproximar pois, éramos feitos da mesma carne, mesma pele, mesmos sofrimentos e esperanças.


Depois de um tempo, eu comecei a abençoar minha avó e ela se ria da minha atitude tão moderna oferecendo minha mãozinha pra que ela a beijasse e pedisse minha benção...rs e eu... continuava a receber suas bênçãos em nossos encontros.

Abençôo a tudo desde então, tenho mania de abençoar o alimento que como com uma rápida paquerada nele antes do “ataque”, abençôo a água que passa na minha garganta quando mesmo com sede tenho dificuldades de bebê-la pois, não sou muito chegada a águas e sim, sucos e chás...

Acordar e ver o sol todo raiado, trazendo seu laranja-rosa pro céu da manhã me faz perceber a benção que estamos todos recebendo com lindo espetáculo e fico me perguntando : será que todos que estão com este céu acima de suas cabeças puderam vê-lo? Por do sol é momento mais noticiado até porque mais gente está acordada, mas será que todos ganham seu tempo admirando a benção que é cada por do sol?

Chuva criadeira também é uma benção em muitos momentos para que possamos cheirar aquele ar de chuva que vem junto.

Abençoar é, antes de tudo, desejar o bem para quem dirigimos nossa benção e isto não é bom demais?

Abençoar a vida, a saúde e até a doença que nos une e nos prepara para outros entendimentos de nossa vida deveria ser uma prática diária.

Abençoar a união, a reunião e também a partida, mesmo que doida de doída, pois ela sem querer já anuncia novos começos...

Peço ainda benção pra minha mãe, isto sempre me conforta e muitas vezes, abençôo alguém ou uma situação sem mesmo que saibam da benção que desejo, pois, sim, nos doemos com as dores dos outros e queremos o melhor pra todos, mesmo o cara que me irritou no trânsito ontem...

A irritação veio quando foi desagradável pro meu lado sem razão alguma, depois, pensei bem e imaginei que o dia podia ser melhor pra mim e pra ele e lá vai benção!

Abençôo a mim mesma e acredito que as bênçãos podem alcançar quem a tudo lê e sente...

O convite é este, pensar e refletir sobre as bênçãos que temos e que podemos compartilhar!

p.s. tem um livro muito lindo que fala disto e muito mais : “As bênçãos do meu avô”, de Rachel Naomi Remen, editora Sextante.
Só que deste livro falo mais dia destes no meu outro blog...quem morrer de curiosidade que leia o livro antes!

www.leioevivo.blogspot.com

ah, a foto é do rio Sena no momento de mais um por do sol abençoado!






4 comentários:

**STELA** disse...

muuuuuuuuuuuuito lindo!!!!

Que as bençãos de Deus e dos Anjos caiam sobre todos nós, e a Eles sou grata e abençoo!!

Beijos de Luz!
Stela
:o))

Conexões de Luz disse...

Carmem querida,
que delícia ler as tuas postagens! Elas são uma benção para nós! Obrigada, vc não imagina como foi importante este "toque" pra mim! beijos no coração, Claudia

Sonia Schmorantz disse...

A palavra mágica
dorme na sombra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.
Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarda o encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.
Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
minha palavra.

Carlos Drummond

Lindo domingo!
abraços

Carmen Monteiro disse...

obrigada Stela,Claudia e Sônia pela benção que é tê-las por perto, mesmo que de longe!

gde abraço e linda semana a todos nós repleta de bençãos!